Vigias de baleias

A história da actividade baleeira no Arquipélago da Madeira ocorre praticamente no século XX. Foram construídos, por toda a ilha, postos de vigia à baleia. No total, a Região possuía 11 vigias, 6 na ilha da Madeira, 2 nas Desertas, 1 na Ilha do Bugio e 2 na ilha do Porto Santo. Era deste local que o vigia dava o alerta da presença de baleias na costa, lançando 1 foguete.
Vereda que dá acesso à vigia do Porto Moniz, fonte
Vigia na Ponta do Sol, fonte


A partir de 1986, o Decreto legislativo regional Nº 6/86/M tornou as águas em redor do Arquipélago da Madeira, até às 200 milhas, numa espécie de santuário para baleias, golfinhos e lobos-marinhos.
Com o fim desta actividade, as vigias foram votadas ao abandono, tendo a maioria desaparecido.As que restam estão muito degradadas.

Vigia do Garajau, fonte


Fonte

Sem comentários:

Publicar um comentário