Cozido à Madeirense

A versão madeirense do cozido leva carne de porco, batata doce e originalmente, cuscuz. O cuscuz era, antigamente, preparado pelas famílias com o trigo que colhiam, mas actualmente já se encontra pronto a utilizar. Antigamente, para verificarem se a água do cuscuzeriro não se tinha evaporado, deitavam algumas pedrinhas ou conchas de lapas ou de berbigão no fundo do cuscuzeiro. Se sobre o lume, ao ferver, não telintarem, era sinal de que a água se tinha esgotado.
Hoje em dia, o cuscuzeiro é substituído pela bola do arroz. Neste caso, a bola com o cuscuz é introduzida no caldo onde o cozido coze. Introduz-se nos últimos 10 minutos. 
Fonte
Ingredientes:

1 kg de carne de porco magra salgada
4 batatas-doces
4 batatas
4 nabos
4 cenouras
1 couve coração-de-boi
1 abóbora verde
200 g de cuscuz
1 ramo de tomilho

Preparação:

Lavar a carne e cozer em água.
Quando a carne estiver quase cozida, juntar todos os legumes inteiros e lavados. À couve devem ser retiradas as folhas exteriores mais rijas. Juntar o ramo de tomilho.
À medida que os legumes cozem, retirar do caldo.
Molhar o cuscuz com um pouco de água e colocar na parte funda do cuscuzeiro.
Logo que a carne e todos os legumes estiverem cozidos (estes já retirados da panela), colocar o cuscuzeiro sobre a panela para que o cuscuz seja cozido a vapor. Para evitar que o vapor se escape, colocar um pano na borda da panela entre esta e o cuscuzeiro.
Depois de tudo pronto, voltar a introduzir os legumes e a carne no caldo (salvo o cuscuz), para que o cozido seja servido bem quente.

Sem comentários:

Publicar um comentário