Roteiro de 3 dias para aproveitar a Madeira ao máximo

Está de visita à Madeira,não sabe bem por onde começar a explorar a ilha e tem pouco tempo? Temos aqui uma sugestão para si: um roteiro de 3 dias! Se vier com mais tempo aproveite para fazer uma levada e tire um dia (ou dois) para visitar a ilha do Porto Santo! 

Dia 1 
Funchal 
Visite o Mercado dos Lavradores, faça o percurso pedonal entre o Lido e Câmara de Lobos e fique maravilhado com as piscinas da Doca do Cavacas. Visite o Jardim Botânico e à noite, vá até à Zona Velha e prove uma Poncha ou Nikita!

Monte
Pode subir teleférico (a partir da Zona Velha do Funchal) e descer de carrinho de cesto (se gostar de emoções fortes!). O Monte tem muito para oferecer, a Quinta Jardins do Imperador (de entrada livre), o Jardim Tropical Monte Palace, a Igreja e a paisagem magnífica! Vale a pena passar aqui algum tempo.

Câmara de Lobos
Câmara de Lobos foi o primeiro local onde habitou João Gonçalves Zarco, o navegador que descobriu a ilha, entre 1420 e 1424.
Zona de pescadores, a baía de Câmara de Lobos é das mais pitorescas da ilha. No centro encontra muitos bares com petiscos e bebidas tradicionais e nos arredores pode encontrar alguns dos melhores restaurantes de comida tradicional!



Cabo Girão 
É o cabo mais alto da Europa, com 580 m de altura, famoso pela sua plataforma suspensa em vidro. É possível ver a impressionante altitude debaixo dos nossos pés, e ao mesmo tempo contemplar uma vista panorâmica com o imenso mar azul em redor, a cidade de Câmara de Lobos e do Funchal, é uma mistura de adrenalina e encanto ao mesmo tempo!

Curral das Freiras
Esta freguesia tem uma localização única na ilha da Madeira, pois situa-se num vale profundo que se assemelha à cratera de um vulcão, mas que deve o seu aspeto apenas à forte erosão. É um dos poucos locais da ilha que não é visível do mar e é, por isso, mais protegido. A caminho do Curral das Freiras encontra-se o Miradouro da Eira do Serrado, um ponto de paragem obrigatório.

Pico do Areeiro
O Miradouro do Pico do Areeiro situa-se no segundo pico mais alto da ilha da Madeira, com 1818 metros de altitude. Daqui é possível ter uma vista panorâmica sobre o maciço central da ilha. 
Se gostar de caminhadas, pode iniciar um dos mais espetaculares percursos pedestres em direção ao ponto mais alto do arquipélago, o Pico Ruivo, com 1.862 metros.

Dia 2 

Encumeada
O miradouro da Boca da Encumeada eleva-se a 1007 m de altitude, na crista da cordilheira que atravessa o interior da Madeira, desde onde se vislumbram soberbas vistas sobre os profundos vales da Ribeira Brava (costa sul) e de São Vicente (costa norte). No regresso, não se esqueça de parar na Taberna da Poncha na Serra de Água para beber uma poncha!


Paúl da Serra
Aqui a paisagem é completamente diferente pois é o local mais plano em toda a ilha! Situa-se a 1300-1500 metros de altitude e em dias bons consegue ver o mar da costa sul e da costa norte! Se tiver tempo, é aqui que se iniciam várias levadas e caminhadas que o ligarão a diferentes pontos da ilha através da floresta laurissilva, como o RabaçalRisco25 FontesPico RuivoRibeira do AlecrimLombo do Mouro e a Bica da Cana. A partir daqui também consegue descer até ao Porto Moniz.

Porto Moniz
As Piscinas Naturais do Porto Moniz são a grande atração da vila do Porto Moniz. Estas piscinas de água salgada são compostas por rochas vulcânicas onde o mar entra naturalmente. Excelentes para os dias de verão, também merecem uma visita em qualquer altura do ano!

Seixal
Situado entre o Porto Moniz e São Vicente, é um excelente lugar para realizar uma paragem.
Aqui pode ver muitas cascatas, a mais conhecida chama-se Véu da Noiva. Se descer até à vila, pode conhecer a Praia e as piscinas naturais.  Seguindo a estrada até ao Porto Moniz pode fazer uma paragem rápida na Ribeira da Janela e admirar o ilhéu que deu nome a esta zona (a rocha com uma janela). 


São Vicente 
Aqui pode visitar as Grutas de São Vicente, descobertas em 1885, são os melhores canais subterrâneos de lava encontrados na Madeira e resultam duma erupção que ocorreu há cerca de 400,000 anos. Descendo o vale em direcção ao mar pode ver uma pequena capela construída em 1694 no local exato em que dizem que São Vicente apareceu. 
Este local começa também a ser muito procurado por surfistas por causa da ondulação forte.

Dia 3

Ribeiro Frio
O Ribeiro Frio é um parque natural localizado num vale profundo do norte da ilha rodeado de montanhas. É uma paragem popular entre locais e turistas devido às piscinas de cultura de truta e fascinantes trilhos na natureza, ideais para quem gosta dum passeio tranquilo. Se tiver tempo, percorra a vereda dos Balcões que leva ao miradouro do mesmo nome. A vista é fenomenal!



Santana
O concelho de Santana é considerado pela UNESCO como Reserva Mundial da Biosfera. É das zonas turísticas mais emblemáticas da ilha da Madeira devido às casa típicas, triângulares e com telhados de colmo. Aqui pode visitar o Parque Temático da Madeira, dedicado à história, ciência e tradição deste Arquipélago, com quatro pavilhões de multimédia. No regresso passe pelo Santo da Serra e prove a tradicional Sidra!

Ponta de São Lourenço

Antes de chegar à Ponta de São Lourenço caminho pode fazer uma paragem pelo Caniçal e petiscar no Restaurante Muralhas (deliciosas doses de peixe e marisco a preços bem simpáticos!) e na Prainha, se tiver disposto a descer até lá! A prainha é das poucas praias de areia da Madeira e aqui encontram as Dunas da Piedade, fósseis calcários de interesse geomorfológico.

A Ponta de São Lourenço é a ponta mais a leste da Madeira e é uma reserve natural com vistas panorâmicas do Oceano Atlântico e de espectaculares formações rochosas. Aqui a paisagem também é diferente pois é mais arida e não possui tanta vegetação verde. 
Aqui, pode fazer o trilho de 4 Km, (duração 2:30 horas) que explora toda esta zona. No fim do percurso existe um edifício, a casa do Sardinha que serve de apoio aos vigilantes do serviço do Parque Natural da Madeira. No final poderá ainda dar um mergulho no cais do Sardinha. Daqui é possível observar as ilhas Desertas, a sul e o Porto Santo a norte!

DICAS IMPORTANTES!!
  • Se for fazer levadas/trilhos use calçado e roupa apropriados, comida e água. Nunca vá sozinho! 
  • Avise alguém (do hotel onde está hospedado por exemplo) que vai fazer levadas.
  • No inverno, muitos percursos estão encerrados, não se aventure!
  • As temperaturas são amenas, mas nos pontos mais altos pode fazer muito frio. Leve roupa quente!

Sem comentários:

Publicar um comentário