Os segredos da Lapinha Madeirense

O presépio tradicional na Madeira apresenta duas variantes distintas: a “lapinha” propriamente dita ou “escadinha”, e a “rochinha” ou “presépio-lapinha”. 

A lapinha em escadinha, consiste num pequeno altar de três lanços que é colocado sobre uma mesa ou cómoda coberta com uma toalha vermelha e, por cima desta, uma outra toalha branca rendada. No topo da escada, é colocada a imagem do Menino Jesus, rodeada por um arco de flores de papel e ladeada por duas jarras com sapatinhos. Nos outros degraus, apresentam-se pastores e outras figuras de presépio, frutos como laranjas, pêros, castanhas e nozes e as searinhas de trigo. É habitual também colocar as cabrinhas (um tipo de feto), uma jarra de ensaião, garrafinhas de vinho ou uma lamparina de azeite.




A rochinha ou presépio-lapinha é feita com papel pardo, pintado com viochene. Molda-se o papel em consonância com os volumes que esconde, imitando montanhas, vales, fajãs e uma gruta. Colocam-se as figuras do presépio, casas e igrejas; fazem-se caminhos, lagos, riachos, cascatas e levadas; dependura-se o alegra-campo na parede; distribuem-se as searinhas, o azevinho, as mimosas, o ensaião, os sapatinhos e outras verduras. 




Fonte:  Veríssimo, Nelson. (2007). "Natal madeirense"

Sem comentários:

Publicar um comentário