Inhame cozido

O inhame, tubérculo muito apreciado pelos madeirenses, só pode ser consumido após uma longa cozedura. É muito procurado na altura da Páscoa e encontra-se facilmente, no mercado, já cozido. 

Fonte: Lombada Madeira

Cozer o inhame é uma tarefa árdua, uma vez que ao raspar a sua pele, dá a sensação de picadas e comichão nas mãos. Diz-se que só quando a água de cozedura começa a ferver, é que o ardor das mãos desaparece. Continue a ler para ver como é cozido.




Ingredientes:

Inhame
Sal q.b.


Preparação:

Colocar o inhame de molho durante 1 ou 2 horas. Em seguida, raspar o inhame com uma faca.
Colocar os inhames num tacho, cobrir com água e salpicar com um pouco de sal. 
Por cima, é costume colocar um pano grosso (entrançado) e cobrir com a tampa da panela. 
Deixar cozer com o lume brando durante cerca de 2 horas.
Serve-se com a casca como acompanhamento de qualquer prato.

No campo, o inhame é cozido com menos água e coberto com feiteiras, em vez do pano que referimos. É costume colocá-lo ao braseiro, durante a noite e deixá-lo a cozer até à manhã seguinte.

Fonte: Gastronomias Portugal

Sem comentários:

Publicar um comentário